Candidato a prefeito é deixado em canavial após assalto em Icém, no interior de São Paulo 

Manoel Costa Brava Filho (PSDB) foi abordado por assaltante pouco antes de um comício eleitoral e teve o carro roubado; a Polícia Civil, que investiga o caso, não acredita que o crime tenha conotação política

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

30 de setembro de 2016 | 15h22

SOROCABA - O candidato a prefeito de Icém, no interior de São Paulo, Manoel Costa Brava Filho (PSDB), foi assaltado e abandonado em um canavial, na noite de quarta-feira, 28, pouco antes de um comício eleitoral. O pai do candidato, o ex-prefeito Manoel Costa Brava, que desistiu de concorrer para dar lugar ao filho, e um empresário da cidade também foram rendidos pelo assaltante. Eles estavam no trevo de entrada da cidade e aguardavam a chegada da comitiva do deputado estadual José Carlos Vaz de Lima (PSDB) para o comício.

O assaltante estava armado com uma pistola e rendeu os três homens, obrigando-os a entrar no veículo. Em seguida, obrigou o candidato a dirigir até uma estrada vicinal e os abandonou em um canavial, próximo da Rodovia Transbrasiliana (BR-153). O criminoso fugiu com o carro, dinheiro e celulares das vítimas. Uma delas conseguiu esconder um celular e pediu ajuda. O deputado chegou logo depois do assalto e o comício foi realizado. O assaltante não foi localizado. A Polícia Civil, que investiga o caso, acredita que o crime não teve conotação política.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.