Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Campanha de João Doria entra com pedido na Justiça Eleitoral para investigar vídeo sexual

Tucano apresentou no processo laudos de dois peritos criminais atestando falsidade do material divulgado nesta terça-feira

Broadcast Político, O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2018 | 19h38

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo nas eleições 2018, João Doria, entrou com pedido para que a Justiça Eleitoral investigue o episódio sobre um vídeo de cena de sexo, veiculado na terça-feira, 23, nas redes sociais. Em representação apresentada nesta quarta-feira, o tucano citou pareceres de peritos criminais para afirmar que as imagens eram falsas e teriam por objetivo interferir no resultado da eleição.

"O parecer atesta a falsidade do vídeo veiculado na terça-feira em redes sociais para difamar o candidato João Doria, com claro objetivo de influenciar o resultado das eleições para governador de São Paulo", afirma a campanha. Em nota, a campanha afirmou ter anexado à representação laudos dos peritos criminais Rosa Maria Coronato Melkan, professora da Academia de Polícia Civil do Estado de S.Paulo, e Marcos Olyntho Brandão Godoy, ex-diretor do Núcleo de Engenharia do Instituto de Criminalística de São Paulo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.