Pedro Venceslau/ Estadão
Pedro Venceslau/ Estadão

Ao lado de Covas, FHC e Marta defendem frente contra Bolsonaro

Prefeito de São Paulo repetiu ritual do primeiro turno e esteve com Marta e Fernando Henrique Cardoso na manhã do dia de votação

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2020 | 10h23
Atualizado 29 de novembro de 2020 | 10h45

O prefeito e candidato à reeleição, Bruno Covas (PSDB), começou o dia neste domingo, 29, com um café da manhã no apartamento da ex-prefeita Marta Suplicy. O candidato a vice, Ricardo Nunes (MDB), também participou. 

Em seguida, o tucano acompanhou o voto de Marta no colégio Madre Alix, no Jardim Europa. Na saída, a ex-prefeita disse aos jornalistas que Bruno Covas fez uma campanha limpa e sem desconstruir o adversário, e também elogiou Guilherme Boulos (PSOL). 

"Foi muito legal ter na campanha duas pessoas democratas que são contra o fascismo ditatorial do país simbolizado pelo Bolsonaro", disse Marta. 

A ex-prefeita também disse que o movimento de "frente ampla" contra Bolsonaro está só começando. "Essa é a semente e ele (Covas) vai ser o líder".

Depois de acompanhar Marta, Covas seguiu para Higienópolis onde acompanha o voto do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, como também fez no primeiro turno.

Após votar ao lado de Bruno Covas no colégio Sion, o ex-presidente defendeu a ideia de criação uma "frente ampla" contra o presidente Jair Bolsonaro. "Sempre fui favorável que houvesse união entre os partidos no Brasil. Se for possível fazer uma frente ampla, acho bom".

Sobre 2022, FHC disse que o governador João Doria é um nome "forte" disputar à Presidência, mas ponderou que o PSDB também tem outros nomes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.