'Broadcast' terá monitoramento de candidatos

Parceria da 'Agência Estado' e do Ibope informacomo presidenciáveis são citados no Twitter

O Estado de S.Paulo

07 de agosto de 2014 | 02h03

A Agência Estado e o Ibope Inteligência apresentam uma nova forma de ver as eleições deste ano: pelas redes sociais. O Broadcast e o Broadcast Político, serviços em tempo real da Agência Estado, mostram o quanto e como os candidatos são citados no Twitter.

Além de acompanhar de que maneira os principais candidatos à Presidência da República são mencionados nas redes sociais, a nova plataforma permite ver a evolução dos temas mais relevantes no cenário político nacional.

A relevância da internet para as eleições brasileiras vem crescendo de uma maneira geral. Se, no pleito de 2008, 8% dos brasileiros utilizaram a internet como fonte de informação para decidir o voto, hoje 20% dos eleitores afirmam que usa as informações da rede para escolher seus candidatos.

"A internet passa a ter papel cada vez mais relevante como fonte de informação dos eleitores e, principalmente, nesta eleição, em razão das manifestações ocorridas em junho do ano passado, já que as mesmas surgiram nas redes sociais", afirma a diretora executiva do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari.

Seguidores. Com a nova plataforma, é possível acompanhar a reputação online dos presidenciáveis praticamente minuto a minuto. O Ibope DTM, braço especializado na análise de grandes bancos de dados, desenvolveu índices exclusivos que mostram o grau de engajamento dos seguidores de cada candidato e o sentimento dos eleitores em relação aos postulantes.

O painel Ibope - Redes Sociais complementa o conteúdo do Broadcast e do Broadcast Político, ajudando a observar o efeito das notícias sobre os principais candidatos e a prever os temas que podem ganhar relevância no noticiário. O Broadcast Político, lançado em junho do ano passado, é o primeiro serviço nacional de acompanhamento em tempo real do cenário político.

"A parceria faz parte da estratégia bem-sucedida da Agência Estado de trazer cada vez mais parceiros para os terminais, tornando-os mais completos para o cliente", diz o diretor executivo da Agência Estado, Daniel Parke.

Painel eleitoral eletrônico. De acordo com Márcia Cavallari, os internautas acompanhados pelo serviço formam uma espécie de painel eleitoral eletrônico. Em julho, mês em que teve início a campanha oficial, a partir do dia 6, a plataforma monitorou 3,6 milhões de postagens sobre o tema política. Do total dessas menções, um quarto falava das eleições de outubro e 1 milhão tratava diretamente dos principais candidatos ao Palácio do Planalto.

"O Ibope - Redes Sociais vem complementar nossa oferta de serviços para o público com interesse específico em assuntos de política, iniciada no ano passado, com o lançamento do Broadcast Político", afirma o diretor de estratégia de novos negócios da Agência Estado, Miresh Kirtikumar.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesbroadcast

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.