Taba Benedicto/Estadão
Taba Benedicto/Estadão

Boulos diz que Doria não aparece em propaganda de Covas porque 'queima o filme'

Em crítica a adversário, candidato do PSOL afirma que não tem vergonha de quem o apoia, após mostrar Lula, Ciro, Marina e Dino em programa de TV

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2020 | 16h08

Um dia depois de mostrar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva junto com outros líderes de esquerda em seu programa de TV o candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, disse que seu adversário, o prefeito Bruno Covas (PSDB), esconde o governador João Doria (PSDB), que foi seu cabeça de chapa em 2016, da propaganda eleitoral.

"Me perguntam: você vai botar o Lula na TV? Botamos. A gente não tem vergonha de quem está com a gente. A gente tem orgulho, diferente do nosso adversário. Não vi até hoje ele botar o Doria na TV nem ao lado dele porque sabe que o Doria espanta voto,  espalha rodinha, queima o filme", disse Boulos em Ermelino Matarazzo depois de uma carreata de duas horas e meia pela zona leste na manhã deste domingo, 22.

Pesquisa Ibope do dia 10 de setembro mostrou que o eleitorado rejeita candidatos apoiados por padrinhos. O líder da rejeição é o presidente Jair Bolsonaro. Segundo o Ibope, 63% dos eleitores não votariam "de jeito nenhum" no candidato apoiado pelo presidente. Ele é seguido por Doria, cujo candidato é rejeitado por 60% e Lula, com 54%. 

No programa de TV de sábado, 21, o ex-presidente apareceu ao lado de Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Flavio Dino (PC do B) declarando apoio a Boulos. Conforme o Estadão adiantou na segunda-feira, 16, Lula teve papel de coadjuvante no programa do PSOL que tenta evitar o uso do anti-petismo contra seu candidato. 

Para Entender

Veja propostas de Guilherme Boulos

Confira quais são os principais pontos do plano de governo do candidato do PSOL para a Prefeitura de São Paulo nas áreas da Saúde, Educação, Emprego, Transporte, Segurança, Meio Ambiente e Habitação

Depois da carreata ela Zona Leste, Boulos insistiu na associação entre Covas e Doria reforçando o fato de que o governador abandonou a Prefeitura para disputar o Palácio dos Bandeirantes depois de apenas um ano e meio de mandato.

"Doria é o pior prefeito da história dessa cidade. Ele abandonou São Paulo. Acho que no um ano e meio em que foi prefeito esteve mais vezes em Paris do que aqui em Ermelino Matarazzo", disse o candidato do PSOL. 

Boulos também associou Covas à herança de Doria ao ser indagado sobre o assassinato de João Alberto Silveira Freitas por seguranças do Carrefour em Porto Alegre. O candidato do PSOL lembrou que Doria fundiu a Secretaria da Igualdade Racial com as das Mulheres, Direitos Humanos e Assistência Social e até hoje não implementou o ensino da história africana no currículo das escolas públicas. 

Para Entender

Veja propostas de Bruno Covas

Confira quais são os principais pontos do plano de governo do candidato do PSDB para a Prefeitura de São Paulo nas áreas da Saúde, Educação, Emprego, Transporte, Segurança, Meio Ambiente e Habitação

"Nosso programa foi feito junto com ativistas do movimento negro de várias entidades. A primeira delas é recriar a Secretaria da Igualdade Racial que foi desmontada pelo Doria e pelo Bruno Covas", disse Boulos. 

Segundo o candidato, isso mostra uma diferença entre o discurso progressista e a prática do atual prefeito. "Bruno Covas precisa se decidir porque tem dias que ele acorda dizendo que é progressista, contra o racismo e defende a cultura. Gosto quanto ele acorda assim. Mas tem dias que ele flerta com o bolsonarismo, começa a me atacar com o mesmo discurso da extrema direita de ódio e fake news", afirmou. 

Boulos se recusou a comentar os protestos violentos contra a morte de João Alberto. Ele disse que preferia falar sobre o ato de violência que resultou na morte de Freitas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.