Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Bolsonaro planeja 'lives' no horário eleitoral para driblar pouco tempo de TV

Com menos de 15 segundos em programas de rede nacional, candidato quer ter transmissões ao vivo na internet

Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2018 | 19h58

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) disse, nesta terça-feira, 21, que vai fazer uso de "Lives" nas redes sociais, no horário eleitoral, para driblar os menos de quinze segundos que tem de campanha na televisão. O candidato afirmou que a ideia é chamar os eleitores para as lives assim que começar a propaganda.

"Em 15 segundos, vou conseguir falar falar um pouquinho de mim. Tá bom demais. Há uma ideia de que, segunda, quarta e sexta, quando há propaganda para presidente, quando começar, sempre nesse horário da noite, a gente fazer um live e chamar o eleitor", explicou.

+ Campanha de Alckmin convoca 'guerra contra bolsominions' nas redes sociais

A aposta nas redes sociais tem sido central na estratégia do candidato para a corrida presidencial. Bolsonaro é o candidato com o maior engajamento de seguidores na internet. Em julho, levantamento do Estado encontrou 83 páginas de seguidores do capitão que fazem campanha e beneficiam o candidato do PSL. Essas páginas quadruplicam sua relevância na rede, em relação ao alcance da página oficial de Bolsonaro. 

Caso leve o plano em frente, não será a primeira vez que o candidato recorre à rede social para se contrapôr à programação da TV. Na primeira semana de agosto, o candidato realizou uma sabatina com transmissão em sua página oficial no Facebook, com entrevistadores escolhidos pela própria campanha. A entrevista ocorreu no mesmo dia e horário em que estava prevista outra sabatina com Bolsonaro, no canal GloboNews, remarcada a pedido do candidato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.