Mauro Pimentel/AFP
Mauro Pimentel/AFP

Bolsonaro pediu que frente rural indique nomes para Agricultura

De acordo com a deputada Tereza Cristina (DEM-MS), Frente Parlamentar da Agropecuária considera três nomes para a indicação

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

16 de outubro de 2018 | 14h53

BRASÍLIA - O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, pediu que a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) indicasse um nome para assumir o Ministério da Agricultura em um possível governo do capitão reformado, afirmou a deputada Tereza Cristina (DEM-MS). "Devemos sugerir uns três nomes, mas ainda estamos estudando", disse a parlamentar.

A deputada afirmou que a ideia de fundir os Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente agrada à FPA, mas é preciso, de acordo com ela, estudar os detalhes da proposta. Tereza Cristina disse também que a frente está criando um grupo de estudos que deve colaborar com ideias para o candidato sobre o setor.

Uma das medidas em debate com Bolsonaro é a demarcação de terras indígenas. A bancada quer tirar da Funai a responsabilidade da demarcação de terras e acredita ter apoio de Bolsonaro para isso. Nesta terça-feira, 16, em reunião da FPA em Brasília, os deputados debateram a situação do oeste do Paraná, onde uma portaria do órgão demarcou 25 mil hectares de terras. O deputado Sérgio Souza (MDB-PR) deve protocolar um decreto legislativo para anular a portaria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.