Flávio Bolsonaro / Divulgação
Flávio Bolsonaro / Divulgação

Bolsonaro faz fisioterapia e não apresenta sinais de infecção

O quadro de saúde do candidato permanece grave e ele recebe analgésicos

Pablo Pereira, O Estado de S.Paulo

14 Setembro 2018 | 20h22

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) iniciou exercícios de fisioterapia respiratória nesta sexta-feira, 14, dois dias após a cirurgia de emergência à qual foi submetido na noite da última quarta-feira, 12, informou o boletim médico do Hospital Albert Einstein no final desta tarde.

O quadro de saúde de Bolsonaro, que se recupera de um atentado, quando foi atingido por uma facada no abdome no último dia 6, permanece grave. O paciente recebe analgésicos, alimentação parenteral exclusiva e as visitas estão controladas na Unidade de Tratamento Intensivo  (UTI) do Einstein, na zona sul da capital paulista.

De acordo com o boletim médico, o paciente não apresenta febre e nem sinais de infecção. "Ele vai bem na recuperação, fiquei aliviado", disse o filho de Bolsonaro, o deputado estadual Flávio Bolsonaro. "Ele está com uma recuperação acima da média"' declarou. "Estamos mais tranquilos. Apesar do quadro dele ser grave, os médicos nos deram muitas esperanças."

Bolsonaro sofreu a agressão quando fazia campanha de rua em Juiz de Fora, Minas Gerais. Ele foi atacado por Adelio Bispo de Oliveira, que está preso e confessou o ataque. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.