Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Bolsonaro diz que vídeos mostrando o candidato xingando mulheres são 'falácias'

Candidato também criticou Geraldo Alckmin e ironizou a situação dos petistas: 'estão desesperados'

Leonencio Nossa, O Estado de S.Paulo

04 Setembro 2018 | 15h56

BRASÍLIA - O candidato do PSL ao Planalto, Jair Bolsonaro, reagiu à propaganda em que aparece xingando mulheres exibida na TV pelo tucano Geraldo Alckmin. Em conversa com jornalistas na manhã desta terça-feira, na Câmara, Bolsonaro disse que os ataques são "falácias". "Ele defende mulher? Mas desvia verba da merenda escolar", afirmou, numa referência a denúncias de irregularidades na área da educação durante os governos de Alckmin no Estado. 

Na conversa, Bolsonaro ainda fez referências a pesquisas em que aparece na dianteira em São Paulo. "(Alckmin) Perder para mim em São Paulo é uma vergonha", disse. Ele também ironizou a situação dos petistas, que ainda não apresentaram um nome para substituir, na disputa eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato e que teve a candidatura rejeitada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). "Estão desesperados."

Sem esconder o otimismo, o candidato do PSL disse que espera ganhar as eleições ainda no primeiro turno. "Sem fraude, estarei eleito no primeiro turno", avaliou. Bolsonaro esteve na Câmara para uma consulta no posto médico da Casa. Ele passou uma hora fazendo exames por um problema na garganta. Por recomendação médica, saiu sem dar outra entrevista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.