Adriano Machado/Reuters - 28/1/2022
Adriano Machado/Reuters - 28/1/2022

Bolsonaro diz que tentou barrar jogos de azar, mas ressaltou 'ter limite'

Presidente afirma em live que tentará vetar texto aprovado pela Câmara

Lauriberto Pompeu, O Estado de S.Paulo

24 de fevereiro de 2022 | 19h54

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro (PL) reafirmou nesta quinta-feira, 24, que pretende vetar o projeto aprovado pela Câmara, legalizando os  jogos de azar no Brasil, mas disse ter um "limite" para agir. Bolsonaro observou, em seguida, que os parlamentares podem derrubar o veto.

"A Câmara, todo mundo sabe, o Senado também tem autonomia. Alguns querem que eu reprove ou aprove certas coisas lá. Tenho meu limite", disse o presidente, durante transmissão ao vivo pelas redes sociais. "Fiz o que pude junto aos parlamentares mais próximos da gente para ver se derrotava o projeto lá. Infelizmente foi aprovado", lamentou.

O texto foi enviado ao Senado, onde também existe um grupo que articula a liberação dos jogos. Senadores ouvidos pelo Estadão/Broadcast Político, porém, disseram que há muitas resistências ali para a proposta ir adiante.

"O que eu já decidi aqui e a Câmara toda sabe, os presidentes da Câmara e do Senado também sabem (é que), uma vez aprovado (o texto), a gente vai exercer nosso direito de veto", disse Bolsonaro. "Acho difícil derrubar o veto, mas, se a Câmara derrubar, vai para o Senado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.