Bispo faz queixa-crime contra prefeita de Fortaleza

O presidente da Convenção dos Ministros das Assembléias de Deus Unidas do Ceará (Comaduec), bispo Shelley Macedo, entrou hoje com uma queixa-crime por calúnia e difamação contra a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT). O registro foi feito no 19º Distrito Policial, no Conjunto Esperança. O bispo quer que Luizianne, candidata à reeleição, prove ou se retrate por declarações feitas contra ele na imprensa.Em entrevistas publicadas por jornais locais e pela revista "IstoÉ", Luizianne disse que o bispo responde a vários processos criminais. A briga entre ela e o bispo Shelley começou depois que a Comaduec deflagrou uma campanha contra a reeleição da prefeita. Cartazes e outdoors foram espalhados por Fortaleza recomendando o não voto na petista, acusando-a de ser contra a "Bíblia" e o "povo de Deus". Atendendo pedido feito coligação que apóia Luizianne, o material foi proibido pela Justiça Eleitoral. No entanto, uma nova leva de outdoors foi posta no lugar dos primeiros trocando o nome de Luizianne por "Jezabel", personagem bíblica que perseguiu os profetas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.