Bezerra falará para comissão 'governista'

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, deve ser ouvido pelos integrantes da comissão representativa do Congresso na próxima quinta-feira e não na quarta-feira, como ele informou no Palácio do Planalto. Bezerra ligou ontem para o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), quando sugeriu uma data para ser ouvido pelos parlamentares. O Congresso está de recesso e é representado por uma comissão presidida por Sarney.

ROSA COSTA / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2012 | 03h04

Os partidos querem explicações do ministro Fernando Bezerra sobre três denúncias que surgiram na semana passada: a de que transferiu para seu Estado, Pernambuco, 90% dos recursos destinados à prevenção de calamidades; a de que burlou a Lei do Nepotismo, ao manter seu irmão Clementino Coelho na presidência interina da Codefasv por quase um ano; e a de que teria favorecido o seu filho, deputado Fernando Coelho (PSB-PE), na distribuição de recursos do ministério para atender às emendas parlamentares.

A composição da comissão representativa, com 7 senadores e 16 deputados, repete a proporção dos partidos. A oposição tem apenas uma vaga de titular, ocupada por Alvaro Dias (PSDB-PR), e outra de suplente no Senado. Na Câmara, a oposição tem três vagas de titulares e três de suplentes, o que deixa o governo em situação confortável.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.