Berzoini: Dilma é 'nome forte' para presidência em 2010

O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), disse hoje que a palavra do presidente Luiz Inácio Lula da Silva será "imprescindível" na escolha do candidato do partido à presidência da República e reiterou que a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, é um "nome forte" para a disputa. "Sinto um clima de muita tranqüilidade no partido para definir. A palavra do presidente terá um peso muito grande. A democracia no PT está garantida, mas a palavra dele é imprescindível", afirmou Berzoini ao deixar o Palácio do Planalto, depois de fazer uma visita "de feliz Natal" ao presidente.Segundo Berzoini, os petistas têm muita "simpatia" pela ministra, que ao longo do ano foi estimulada por Lula a participar do maior número possível de solenidades e, assim, ganhar cada vez mais visibilidade. O presidente apelidou Dilma de "mãe do PAC", o Plano de Aceleração do Crescimento, e já avisou que tem planos para a chefe da Casa Civil em 2009, quando ela deverá intensificar ainda mais a exposição ao público."Temos muito apreço pela Dilma, tanto que foi convidada para vários eventos partidários. Ela pode ser, sim, a candidata do partido, resguardando a possibilidade de outras pessoas (apresentarem seus nomes)", declarou o deputado. Dilma está de férias desde segunda-feira passada e volta a Brasília no dia 5 de janeiro. A ministra foi para Porto Alegre, onde se submeteu discretamente a uma cirurgia plástica no rosto e no pescoço. A cirurgia aconteceu no último sábado. O cronograma do PT, informou o presidente do partido, inclui a discussão da plataforma partidária e do nome do futuro candidato ao longo de 2009 e a formalização do escolhido em fevereiro de 2010.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.