Base de reforma passa na Câmara

A Câmara aprovou na noite dessa quarta-feira, 16, o texto-base da chamada minirreforma eleitoral. Um dos pontos mais polêmicos - a permissão de doações por parte de concessionários de serviços públicos de forma indireta - porém, foi retirado da redação. Uma emenda aprovada permite o parcelamento de multas eleitorais em até 60 meses. As parcelas ficam limitadas a 10% da renda do candidato ou do partido político punido.

Ricardo Della Colletta, O Estado de S.Paulo

17 de outubro de 2013 | 02h12

Tudo o que sabemos sobre:
reforma eleitoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.