Reprodução/Divulgação TV Band
Reprodução/Divulgação TV Band

Barrado por Bolsonaro, candidato do PSL obtém liminar e participa de debate no PR

Ogier Buchi registrou sua candidatura ao governo estadual a despeito de orientação da executiva nacional do partido

Katna Baran, O Estado de S.Paulo

16 Agosto 2018 | 22h53

CURITIBA - O candidato do PSL ao governo do Estado do Paraná, Ogier Buchi, obteve uma liminar na Justiça Eleitoral e pôde participar do primeiro debate televisionado entre os postulantes ao cargo nas eleições 2018 nesta quinta, 16, em Curitiba. Por ordem do candidato à Presidência do partido, Jair Bolsonaro, a legenda não registrou a candidatura do Buchi.

Mas o candidato foi ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado e se cadastrou mesmo assim como postulante ao governo e conseguiu, às 21h, garantir sua participação no programa eleitoral, que começaria uma hora depois. "A executiva regional do PSL recebeu um pedido da executiva nacional para não registrar minha candidatura. Não discuto a decisão nacional, sou fiel ao meu partido, mas manterei minha candidatura enquanto a Justiça determinar que ela é possível", declarou Buchi na chegada à Band.

Ao todo, seis candidatos ao governo do Estado foram convidados para participar do debate. Os mais tietados por cabos eleitorais na entrada da emissora foram o deputado estadual Ratinho Junior (PSD) e a governadora Cida Borghetti (PP). Também participaram do programa João Arruda (MDB), Professor Piva (PSOL) e Dr. Rosinha (PT), além de Buchi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.