Banco Imobiliário comprado para escolas exalta marcas de Paes

Prefeitura vai distribuir 20 mil jogos em que a disputa é adaptada e obras de prefeito do PMDB têm destaque

ALFREDO JUNQUEIRA , ANTONIO PITA / RIO, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2013 | 02h05

Ao custo de R$ 1,05 milhão, a prefeitura do Ri0 de Janeiro comprou 20 mil unidades do jogo "Banco Imobiliário - Cidade Olímpica" para distribuir nas escolas e dar como prêmio aos melhores alunos da rede municipal. Os jogos começaram a ser entregues na segunda-feira.

Nessa edição, o jogador não compra imóveis em bairros tradicionais de São Paulo ou do Rio, como na versão tradicional, mas passa a investir seus recursos em iniciativas como BRTs (via exclusiva para ônibus), Clínica da Família, Museu do Amanhã, Bairro Carioca, entre outras da administração do prefeito Eduardo Paes.

As cartas que integram o "Banco Imobiliário - Cidade Olímpica" explicam em detalhes o objetivo das obras, o funcionamento de programas públicos e até a estrutura de algumas autarquias municipais nas quais o jogador pode investir - como a RioFilme, empresa que atua na distribuição e estímulo da produção audiovisual, e a Comlurb, companhia de limpeza pública.

O brinquedo também faz referência a iniciativas do governo estadual, citando a Operação Blitz da Lei Seca e a pacificação das favelas. Em uma das cartas, um jogador pode receber R$ 75 mil em função da valorização dos imóveis próximos às regiões ocupadas pela Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) das favelas. O caso foi revelado ontem pelo jornal O Dia, após denúncias de professores da rede municipal.

'Clássico'. Em nota, a prefeitura informa que a empresa Estrela, que produz o Banco Imobiliário, entrou em contato e apresentou o projeto do jogo. "O Banco Imobiliário é um jogo clássico, com diversas edições especiais, entre as quais a 'Cidade Olímpica', que vai divulgar o Rio de Janeiro, que será sede dos principais eventos internacionais nos próximos anos", diz a nota. O jogo é o brinquedo mais vendido no País. Sua versão carioca custará entre R$ 89 e R$ 99.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.