Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Atual prefeito fracassa em Curitiba e 2º turno será entre Greca e Leprevost

Gustavo Fruet teve 20,10% dos votos e foi superado por dois adversários

Julio Cesar Lima, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2016 | 18h23

O ex-prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN) venceu o primeiro turno da eleição para prefeito da capital paranaense com 38,38% dos votos válidos – equivalente a 356.539 votos - e de forma surpreendente fará o segundo turno contra o deputado estadual Ney Leprevost (PSD), segundo colocado com 23,66% - equivalente a 219.700. Na terceira posição aparece o atual prefeito Gustavo Fruet com 20,10% - equivalente a 186.067 -, que tentava a reeleição. Esta é a segunda eleição consecutiva que o prefeito não consegue ir para o segundo turno.

A realização do segundo turno em Curitiba se dá após duas semanas de queda do então favorito Rafael Greca, que chegou a ter 45% das intenções de votos, mas caiu depois de declarar que "vomitou com o cheiro de um pobre". Greca conta com o apoio do governador Beto Richa (PSDB), mas a maior surpresa aconteceu com a crescente evolução de Leprevost que ultrapassou Fruet na última semana antes da eleição.

Uma das causas para a queda de Fruet se dá, segundo especialistas, ao fato de ter conquistado a prefeitura de Curitiba com uma aliança com o PT, que indicou a vice Mirian Gonçalves. Ambos os partidos romperam há cerca de um ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.