Celso Junior/Estadão Conteúdo
Celso Junior/Estadão Conteúdo

Até as 13h, 102 pessoas foram presas por crime eleitoral

O maior número de ocorrências foi verificado na cidade de Taboão da Serra, com 51 pessoas presas

Anna Carolina Papp Silva, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2016 | 14h19

SÃO PAULO - O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) informa que, até as 13h deste domingo, 02, 102 pessoas foram presas em todo o Estado acusadas de cometerem crimes eleitorais.

Segundo o TRE-SP, o maior número de ocorrências foi verificado na cidade de Taboão da Serra, onde 51 pessoas foram presas por boca de urna. Na capital, foram quatro registros: um eleitor foi detido por quebrar uma urna eletrônica, enquanto outras três pessoas foram presas por boca de urna.

Outras cidades com números elevados de ocorrências são Guarulhos, com 24 prisões (23 prisões por corrupção eleitoral e uma por boca de urna), e Embu das Artes, com cinco detidos, todos por boca de urna.

Os demais registros ocorreram nos municípios de Itatinga (2), Botucatu (2), Mairiporã (2), Motuca (2), Lorena (1), Pereira Barreto (1), Osasco (1), Santo Antônio de Posse (1), Junqueirópolis (1), Itapura (1), Tupã (1), Cardoso (1), Palmital (1) e Ibaté (1).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.