Associação de editores de revistas critica veto de juíza a revista no Ceará

Medida atende a pedido do governador Cid Gomes, ao qual a revista havia pedido uma entrevista para falar sobre envolvimento de seu nome nas irregularidades na Petrobrás

O Estado de S. Paulo

16 de setembro de 2014 | 22h34

A Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) manifestou nesta terça-feira,16, “repúdio” contra decisão da juíza Maria Maciel de Queiroz, de Fortaleza, que proibiu a circulação da revista IstoÉ desta semana no Ceará. 

A medida atende a pedido do governador Cid Gomes (Pros), ao qual a revista havia pedido uma entrevista para falar sobre envolvimento de seu nome nas irregularidades na Petrobrás. A entrevista não foi dada.

Na nota, assinada por seu presidente, Frederic Zoghaib Kachar, a Aner “manifesta seu repúdio contra o ato de restrição à liberdade de imprensa ocorrido no Ceará, oriunda da decisão judicial de recolher a revista semanal IstoÉ das bancas desta semana”. Segundo a Aner, é um “flagrante desrespeito à Constituição no tocante à liberdade de expressão, com prejuízos para o leitor e a sociedade em geral”.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesCid GomesIstoÉ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.