Assembleia contrata FGV sem licitação

A Assembleia Legislativa de São Paulo dispensou licitação para contratar a Fundação Getúlio Vargas (FGV) por R$ 178 mil para a "realização de treinamento em 'Capacitação para Desenvolvimento Gerencial'" de "até" 70 pessoas. A autorização da Mesa para a contratação, publicada ontem em Diário Oficial, não explica como funcionarão os cursos nem dá detalhes sobre seu cronograma. A Assembleia sustenta haver "recursos orçamentários suficientes para a realização da despesa ora pretendida neste exercício". Contudo, não respondeu, até o fechamento desta edição, por qual motivo dispensou licitação para contratar a FGV.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.