'As pessoas não são bobas', diz Alckmin sobre Kassab

Candidato tucano disse lamentar tentativa do candidato do DEM de tentar colar sua imagem a do PSDB

Carolina Freitas, Agência Estado

26 de setembro de 2008 | 17h00

Irritado com as constantes tentativas do prefeito de São Paulo e candidato à reeleição pelo DEM, Gilberto Kassab, de colar sua imagem ao PSDB, o candidato tucano à Prefeitura, Geraldo Alckmin, afirmou nesta sexta-feira, 26, que "as pessoas não são bobas". Kassab disse que os políticos que ele mais admira são o governador José Serra, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e os ex-governadores Franco Montoro e Mário Covas, sem citar Alckmin. O tucano retrucou: "As pessoas não são bobas. Subestimar a inteligência delas é um grande erro. Lamento muito esse comportamento (de Kassab)."     Veja também: 'Deixem se matarem', diz Marta sobre disputa entre adversários Veja a conturbada aliança PSDB e DEM  Especial: Perfil dos candidatos  Blog: propostas dos candidatos de São Paulo na sabatina do 'Grupo Estado' Ibope: Veja números das últimas pesquisas O candidato do PSDB rebateu o comentário de Kassab - "São Paulo no Rumo Certo" (DEM-PR-PMDB-PRP-PV-PSC) - sobre uma suposta mudança de comportamento do tucano. "Eu sou absolutamente o mesmo. Eu não mudo", afirmou Alckmin, depois de almoçar com esportistas em um restaurante italiano, no Bixiga, região central da cidade.O candidato da coligação "São Paulo, na Melhor Direção" (PSDB-PTB-PHS-PSL-PSDC) voltou a acusar o atual prefeito de tentar "minar o PSDB" e cooptar tucanos. "É a campanha da intriga", disse. O ex-governador negou ter se incomodado com o puxão de orelha dado por Fernando Henrique Cardoso, para que cessassem os ataques entre ele e Kassab. E, ignorando o conselho, disparou: "Quem faz campanha contra é Kassab."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.