Facebook / Divulgação
Facebook / Divulgação

Artur Neto é reeleito prefeito de Manaus com 56% dos votos

Contando com a primeira passagem pela prefeitura, de 1989 à 1993, o tucano terminará este novo mandato com 12 anos de poder na capital amazonense

O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2016 | 22h59

São Paulo, 30/10/2016 – O prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), se reelegeu hoje ao cargo com 55,96% dos votos válidos, segundo os números finais do segundo turno da eleição na capital amazonense. O tucano teve 124 mil votos a mais do que Marcelo Ramos, do PR, que terminou com 44,04% dos votos válidos numa eleição em que as abstenções responderam por 9,5% do eleitorado manauara - mais do que os 8,59% do primeiro turno. No total, 1,14 milhão de eleitores compareceram às urnas neste domingo, sendo que 2,92% deles votaram em branco e 5,7% anularam o voto.

O prefeito reeleito havia vencido o primeiro turno com 35,17% dos votos válidos, enquanto Marcelo Ramos teve 24,86%. Mesmo sem conseguir apoio de nenhum dos candidatos derrotados no primeiro turno, Artur Neto conseguiu aumentar sua votação.  A disputa pela prefeitura amazonense foi marcada por trocas de farpas e acusações. Os candidatos enfrentaram batalhas na justiça eleitoral durante todo o pleito.

Entre as propostas para o próximo mandato estão programas de incentivo aos professores, obras de infraestrutura na zona rural de Manaus e a criação de um parque na zona leste da cidade. 

A vitória do tucano reforça o status do PSDB de grande vencedor destas eleições com 807 prefeitos eleitos, sendo sete deles nas capitais. Nas eleições de 2012, o partido venceu em 702 cidades. Isso significa um aumento de 15% entre os dois pleitos, o maior entre os grandes partidos.

 

Mais conteúdo sobre:
Manaus PSDB Marcelo Ramos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.