Após voto, Eduardo Jorge reitera que dará apoio a Aécio Neves

Candidato do PV derrotado à Presidência declarou que a abordagem dada à questão ambiental foi o fiel da balança para optar pelo PSDB

Fábio de Castro, O Estado de S. Paulo

26 de outubro de 2014 | 11h48

O candidato derrotado à Presidência Eduardo Jorge (PV) votou às 11 horas no Colégio Cristo Rei, na Vila Mariana. Sem bicicleta desta vez, ele chegou ao local de votação acompanhado da esposa e da cadela Karenina. Depois de breve conversa com eleitores, votou rapidamente e deixou o local em seguida. Ele reiterou que dará um apoio crítico ao candidato Aécio Neves e declarou que a abordagem dada à questão ambiental foi o fiel da balança para optar pelo apoio ao PSDB.  

"As principias bandeiras do PV, mais avançadas,  sociais, ambientais e de direitos humanos, não foram absorvidas por nenhum dos dois candidatos. Os programas econômicos e sociais deles são parecidos. Mas na questão ambiental o PSDB mostra maior abertura", disse Eduardo Jorge.  Ele citou os parques estaduais criados por Franco Montoro e a lei ambiental implantada na cidade de São Paulo na gestão José Serra como exemplos da maior abertura tucana em relação às questões ambientais. 

O segundo fator que pesou na escolha do apoio a Aécio, de acordo com ele, foi o que qualificou como aparelhamento da coisa pública pelo PT. "Pesou para o desempate a maneira como o PT trata o Estado e as estatais. Eles continuam com a antiga ideia marxista de colocar o partido acima do povo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.