Sergio Moraes/Reuters
Sergio Moraes/Reuters

Após ser enquadrado por Bolsonaro, Paulo Guedes cancela encontro com investidores

Motivo alegado pelos organizadores para o cancelamento seria um 'problema na agenda' do economista

Cynthia Decloedt e Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2018 | 14h47

Um encontro fechado previsto para esta quinta-feira, 20, entre Paulo Guedes, conselheiro da área econômica do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), com clientes do banco de investimendo Credit Suisse Hedging Griffo (CSHG) foi cancelado, de acordo com fontes que haviam sido convidadas para o evento. O motivo alegado pelos organizadores seria um "problema em agenda". O cancelamento acontece após Bolsonaro enquadrar seu "guru" econômico, pedindo-o para reduzir as suas atividades eleitorais.

Bolsonaro segue internado no Hospital Albert Einstein, na zona sul de São Paulo, após ter sido atacado a faca por Adélio Bispo de Oliveira no dia 6 de setembro, em Juiz de Fora. Nesta quinta, 20, a Polícia Federal (PF) prorrogou o inquérito sobre o agressor do presidenciável do PSL após ouvir 38 pessoas.

A campanha de Bolsonaro tenta, como o Estado mostrou nesta quinta-feira, estancar o desgaste provocado por declarações polêmicas de Paulo Guedes e do general Mourão (PRTB), vice na chapa presidencial. O presidenciável do PSL voltou ao Twitter e reiterou o compromisso com a redução da carga tributária após notícia de que Guedes estuda como proposta para eventual governo a criação de um imposto nos moldes da antiga CPMF, o que colocaria em xeque o discurso da campanha.

No entanto, diante das preocupações com o embate público entre Bolsonaro e Guedes em torno de propostas econômicas apresentadas pelo economista, circularam comentários de que um novo interlocutor teria sido escolhido para falar com o mercado. Segundo uma fonte ouvida pelo Broadcast/Estadão, uma reunião teria ocorrido nesta manhã para alinhar o discurso da pauta econômica e que, possivelmente, o filho do candidato a presidente Eduardo Bolsonaro ficaria responsável pelo discurso ao mercado.

O ex-deputado federal Marcos Cintra, que faz parte da equipe econômica de Bolsonaro, não quis comentar ao Estadão/Broadcast  o motivo do cancelamento da agenda  de Guedes com clientes do banco de investimendo. Procurado, o CSHG não comentou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.