TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

Após ser alvo de expulsão do Novo, Sabará auxilia a campanha de Russomanno

Ele desistiu de candidatura à Prefeitura e agora faz contribuição para time que discute plano de governo do deputado do Republicanos

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2020 | 18h13

A campanha de Celso Russomanno (Republicanos) anunciou que o ex-candidato do Novo, Filipe Sabará, vai auxiliar sua equipe de programa de governo. Sabará teve a candidatura a prefeito de São Paulo vetada pelo Novo em plena disputa eleitoral por inconsistências em seu currículo e sua declaração de bens e acabou expulso do partido. 

A aproximação com Sabará é mais um esforço da campanha de Russomanno para tentar estancar a queda abrupta nas pesquisas. O deputado começou liderando a disputa mas agora está numericamente em terceiro lugar com 12% dos votos, empatado tecnicamente com Guilherme Boulos (PSOL), que tem 13%, e Marcio França (PSB), com 10% segundo o Ibope.

Além da tentativa frustrada de se candidatar à Prefeitura, Sabará é ex-secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e ex-presidente do Fundo Social do Estado de São Paulo.

Segundo o ex-candidato, Russomanno demonstrou interesse em dar continuidade e ampliar políticas implementadas pela secretaria que foram descontinuadas na gestão Bruno Covas (PSDB).  ¨Minha intenção sempre foi a mesma, gerar oportunidades para as pessoas de São Paulo. Como fundador de instituto, secretário, candidato e agora auxiliando plano de governo de um candidato com chances de ir para o segundo turno. Meu projeto é para São Paulo. Se o Celso topou aderir, vou ajudar¨, disse Sabará.

Em nota elaborada pela campanha de Russomanno, o novo colaborador ataca Covas, candidato à reeleição, a quem acusa de interromper políticas implementadas na Secretaria de Assistência Social, e atribuiu sua expulsão do Novo ao fato de ter defendido o governo Jair Bolsonaro.

Ao Estadão, Sabará disse que aceitou ajudar a gerar oportunidades para as pessoas de São Paulo. "Como fundador de instituto, secretário, candidato e agora auxiliando plano de governo de um candidato com chances de ir para o 2o turno. Meu projeto é para São Paulo. Se o Celso topou aderir, vou ajudar."

“Ele (Russomanno) tem grandes chances de estar no segundo turno, numa disputa completamente diferente dessa do primeiro turno, com mais tempo de TV e igualdade para poder expor planos, propostas e uma agenda propositiva para o município. Nossas propostas e realizações de sucesso em áreas sensíveis como a social e ambiental com certeza poderão fazer a diferença na campanha e para melhorar São Paulo.” disse Sabará, segundo a campanha de Russomanno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.