Twitter/Divulgação
Twitter/Divulgação

Após semana turbulenta, Paulo Guedes visita Bolsonaro no hospital

Economista cotado como ministro da Fazenda em eventual gestão do candidato do PSL nas eleições 2018 causou polêmica ao defender tributo semelhante a CPMF

O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2018 | 13h23

Após uma semana marcada pela polêmica divulgação de seu plano de reforma tributária – que propõe substituir atuais tributos por uma única cobrança semelhante a da antiga CPMF –, o economista Paulo Guedes visitou, neste domingo, 23, o candidato à Presidência nas eleições 2018 Jair Bolsonaro (PSL). Internado no Hospital Albert Einstein após sofrer um ataque durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG), o presidenciável aproveitou o momento para mostrar um clima de harmonia entre os dois publicando uma foto em suas redes sociais. "Sempre juntos na busca da Ordem e Progresso!", diz a mensagem. 

Bolsonaro também utilizou o Twitter para reiterar sua intenção de reduzir o número de ministérios e "extinguir e privatizar" parte das estatais brasileiras, que ele classifica como gastos desnecessários.

 

Na quarta-feira, 19, Bolsonaro chegou a rebater as declarações de Paulo Guedes na rede social: “Chega de impostos é o nosso lema!”, afirmou. Em evento, o general Hamilton Mourão também se disse contrário à criação de novos impostos. "É um tiro no pé", declarou

Em uma aparente articulação com a dupla, Guedes aproveitou o sábado, 22, para almoçar com Mourão no Rio de Janeiro. Segundo ele, os dois falaram pouco sobre política e discutiram temas como economia e infraestrutura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.