Após rusga, Cabral e presidente se elogiam

Em meio a um clima de guerra entre o PT e o PMDB do Rio por causa da sucessão estadual, o governador Sérgio Cabral (PMDB) e a presidente Dilma Rousseff trocaram ontem elogios. "Aqueles que, na política, tentam me dividir com a presidenta Dilma não conseguirão. Estamos unidos olhando o Rio e o Brasil", discursou o peemedebista em ato para construção do Veículo Leve sobre Trilho. "Podem falar o que quiserem. Nós, da nossa parte, estamos juntos", retribuiu Dilma, que citou várias vezes o vice Luiz Pezão, apoiado por Cabral. O PMDB exige que o petista Lindbergh Farias desista da candidatura em 2014 e apoie Pezão. Cabral chegou a insinuar apoio ao tucano Aécio Neves. / LUCIANA NUNES LEAL

O Estado de S.Paulo

15 Junho 2013 | 02h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.