Após primeiro turno, PT perde 2 vagas na Câmara

O resultado das eleições municipais produzirá mudanças nos quadros do Legislativo federal. Com a saída dos 13 deputados que se elegeram para prefeito no primeiro turno e a posse dos suplentes, o PT vai perder duas cadeiras na Câmara. O partido elegeu três parlamentares para prefeito e tem apenas um suplente da própria legenda. A bancada cairá para 77 deputados. A mudança resulta das coligações feitas na última eleição parlamentar. O PTB será o maior beneficiado: não elegeu candidato prefeito, mas três suplentes da sigla ganham as vagas de partidos coligados. O partido passa a ter 22 deputados. O PR ficará com dois deputados a menos. O PMDB mantém 94 postos. O PSB perde uma das 30 cadeiras, para o PSDB. O PC do B cede vaga na Câmara ao PMN. O DEM manterá os 54 deputados. A confirmação desse quadro depende da aceitação dos suplentes quando forem convocados para a posse. Pode haver mais mudança com o resultado do segundo turno. Ao todo, 93 deputados disputaram as eleições: 10 estão no segundo turno para prefeito e 4 para vice. No Senado, não houve alteração. Os três senadores que disputaram as eleições municipais foram derrotados: Marcelo Crivella (PRB-RJ) no Rio; Patrícia Saboya (PSB-CE) em Fortaleza e Almeida Lima (PMDB-SE) em Aracaju. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.