Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Após desistência de Huck, PPS aprova "indicativo de apoio" a Alckmin

O governador paulista é até o agora o pré-candidato com mais apoios na disputa presidencial

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

26 Março 2018 | 20h22

Depois de abrir um palanque para o apresentador Luciano Huck disputar o Palácio do Planalto, o PPS aprovou no seu congresso realizado neste domingo, 25, em São Paulo, um "indicativo de apoio" ao governador Geraldo Alckmin, pré-candidato do PSDB à Presidência da República.

+ Cristovam Buarque avalia deixar a vida pública

+ Alckmin: 'Adversário pode ser Lula ou outro; quem decide é a Justiça e o PT'

O apoio só deve ser formalizado em julho, na convenção da legenda, mas o gesto reforça o arco de alianças do tucano, que também já recebeu promessas de apoio do PSD e do PTB.

+ Tasso Jereissati será coordenador-geral de campanha de Alckmin

O senador Cristovam Buarque (DF), que se apresentava como pré-candidato, abriu mão da disputa e abriu caminho para a composição. O governador paulista é até o agora o pré-candidato com mais apoios na disputa presidencial. O tucano também está próximo de fechar com o PV.        

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.