ANJ repudia morte de jornalista em MS

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou nota, ontem, em que "repudia veementemente" o assassinato de Eduardo Carvalho, editor-chefe do site Última Hora News. Jornalista em Campo Grande (MS), Carvalho foi morto por cinco tiros no dia 21.

O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2012 | 02h03

Ante evidências de que o crime "tenha sido decorrência das denúncias sobre arbitrariedade e corrupção", a nota, assinada por Francisco Mesquita Neto, vice-presidente da ANJ, pede "que se apurem com presteza" as circunstâncias do episódio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.