Ambientalistas fazem cobranças a Aécio durante jantar em SP

Grupo de líderes do setor testa posições do tucano em relação ao ambiente e pretende repetir a dose com Dilma e Campos

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

11 Dezembro 2013 | 02h04

Depois de participar de diversos encontros com ruralistas nas últimas semanas, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), provável candidato tucano à Presidência em 2014, tenta agora se aproximar dos ambientalistas. O primeiro gesto nessa direção foi a presença de Aécio em jantar com 60 lideranças do setor, anteontem, em São Paulo.

Organizado pelo ex-deputado federal Fábio Feldman e pelo ex-ministro do Meio Ambiente de Fernando Henrique Cardoso José Carlos Carvalho, o evento foi marcado por cobranças duras ao tucano. Ele foi questionado pelo fato de Minas Gerais ter sido o Estado campeão de desmatamentos em 2013. Além disso, ouviu críticas sobre a postura da bancada do PSDB durante o debate do Código Florestal e recebeu pedidos para que a sigla retomasse as bandeiras ambientalistas dos tempos da fundação do partido.

Participaram do jantar, entre outros, Ricardo Vilela, diretor do banco Itaú, Roberto Klabin e Mário Mantovani, da SOS Mata Atlântica, Walter Lazzarini Filho, presidente do Conselho Superior de Meio Ambiente da Fiesp e Marina Grossi, do Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável. O grupo já avisou que pretende debater suas propostas com outros presidenciáveis, como a presidente Dilma Rousseff e o governador Eduardo Campos.

Ex-secretário do Meio Ambiente de São Paulo, Xico Graziano foi escalado, no jantar, para defender os tucanos. Ele exaltou o programa carbono zero, que propõe compensar a emissão do gás carbônico com reflorestamento, implantado em Minas. Em sua intervenção, Aécio defendeu um novo ciclo para a política ambiental no País: "Não adianta só punir. Tem que fiscalizar, sim, mas também incentivar". Para ele, sustentabilidade e meio ambiente devem nortear o planejamento das ações de governo.

O deputado estadual pernambucano Daniel Coelho foi anunciado como o responsável pelas propostas ambientais do programa de Aécio, a ser apresentado no dia 17, em Brasília.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.