Aliados pedem troca de marqueteiro de Alckmin

A cúpula da campanha do candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, Geraldo Alckmin, já cogita fazer mudanças na equipe responsável pelo programa de rádio e TV do tucano no horário eleitoral. Alguns partidários, mais radicais, defendem a troca do marqueteiro, Lucas Pacheco. Outros falam em contratar um assessor para Pacheco mais alinhado ao que pensa o comando da campanha.A confirmação no último fim de semana do empate técnico entre o tucano Geraldo Alckmin e o prefeito Gilberto Kassab (DEM), segundo pesquisa do Datafolha, só fez aumentar o clima de insatisfação. À procura de culpados pela estagnação de Alckmin nas pesquisas, o eleito foi o marqueteiro. Por enquanto, tem prevalecido a opinião dos mais cautelosos, que pedem mais alguns dias para ver se as mudanças solicitadas a Pacheco serão atendidas. Esse grupo avalia que a troca do marqueteiro a menos de 30 dias da votação em primeiro turno seria "um tiro no pé".Na semana passada, o núcleo político da campanha teve uma reunião com Pacheco. Ele foi advertido do descontentamento do partido em relação ao modelo adotado na publicidade no rádio e na TV. Jornalista, Pacheco foi responsável pelas campanhas do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) e do prefeito de Ribeirão Preto (SP), Welson Gasparini (PSDB). Ele foi escolhido por Alckmin numa lista de cinco nomes. Pacheco teria oferecido a estrutura mais enxuta e o menor orçamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.