Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Aliados de Alckmin gravam vídeos contra ‘fogo amigo’

Mensagens destacarão nas redes sociais as ‘qualidades’ do pré-candidato tucano para resolver problemas

Vera Rosa, O Estado de S.Paulo

11 Junho 2018 | 03h40

BRASÍLIA - Aliados do pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, decidiram fazer uma espécie de desagravo ao tucano, embalado como mensagem de apoio. Irritados com manifestações de “fogo amigo”, deputados da bancada, de Estados diferentes, gravaram vídeos que entrarão nos próximos dias nas redes sociais enaltecendo “qualidades” de Alckmin para a resolução de problemas.

A cúpula do PSDB está preocupada com a estagnação do ex-governador, confirmada pelo último Datafolha. A pesquisa mostrou que os 7% obtidos por Alckmin significam o pior desempenho de um candidato do partido ao Planalto em quase 30 anos

“A eleição está em aberto. De fato, precisamos juntar mais, do ponto de vista das lideranças, e ter interlocução mais frequente, mas estamos no caminho certo”, disse o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). Ex-secretário da Casa Civil e um dos participantes de recente encontro no qual Alckmin perdeu a paciência com cobranças de seus pares, Moreira afirmou que, quando a propaganda na TV começar, em agosto, haverá uma “conexão” maior com a sociedade. “Há uma certa ansiedade de alguns, que precisa ser administrada.”

++ País terá eleição sem proteção de dados na internet

A última semana foi cheia de percalços para Alckmin. Na quarta-feira, por exemplo, ele se deparou com um salão praticamente vazio, no Rio, quando apresentou suas propostas para a segurança pública.

A imagem resumiu a apatia que tomou conta da campanha do PSDB e pôs tucanos à procura de um culpado para o inferno astral. Sob reserva, há quem diga que o grupo de João Doria, pré-candidato do PSDB ao governo paulista, ainda nutre esperanças de que o ex-prefeito substitua o padrinho político na chapa. Oficialmente, porém, todos negam esse movimento.

++ Ciro e aliados tentam contornar mal-estar com DEM e PP

“Isso não existe. Agora, o fato de o Geraldo ter chamado o Jair Bolsonaro (PSL) para a briga pegou muito bem na base”, afirmou Ricardo Tripoli (PSDB-SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.