Alckmin lista conquistas de seu governo em horário eleitoral

Tucano se defende de adversários; Padilha classifica atual governador como membro do 'partido das promessas não cumpridas'

O Estado de S. Paulo

12 de setembro de 2014 | 22h14

 Bastante atacado pelos adversários nos últimos dias, o atual governador e candidato a reeleição, Geraldo Alckmin, tentou se defender das acusações de Paulo Skaf(PMDB) e Alexandre Padilha (PT). Ligado pelo petista ao "partido das promessas não cumpridas" e vendo o peemedebista listar os feitos não realizados nos últimos quatro anos, o tucano aproveitou o horário eleitoral desta sexta-feira para fazer justamente o inverso: apresentar as obras e programas que passaram a existir durante sua gestão no Estado de São Paulo.

"Governar é o exercício diário da superação de obstáculos. Podem surgir problemas que antes não aconteciam, uma série  de acontecimentos pode mudar o que estava planejado", afirmou Alckmin durante sua propaganda. "Realizamos 80% dos compromissos assumidos na última eleição", sentencia. Sua campanha optou por mostrar o lado positivo do governo de Alckmin, mostrando que durante sua gestão foram feitos mais quilômetros do metrô do que qualquer outro período, além de hospitais, escolas e segurança.

Já Padilha, além de novamente apresentar críticas aos rivais com um narrador, afirmando que Alckmin e Skaf disputam para ver quem governou pior São Paulo (ao lado de Skaf está o ex-governador Fleury), aproveitou as falas do ex-presidente Lula no encontro do PT em São Paulo para tentar se ligar ao petista. Skaf repetiu seu programa de educação, mostrando o sucesso do SESI-SENAI e promentendo levar a rede pública estadual para as Olimpíadas do Conhecimento. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.