Alckmin: Kassab só é prefeito por causa do PSDB

A temperatura continua subindo na campanha tucana. O candidato da legenda à Prefeitura de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje que Kassab deve seu cargo de prefeito ao PSDB. "Kassab só chegou à Prefeitura porque o PSDB ganhou as eleições", afirmou, depois de uma caminhada pelo Largo Treze, em Santo Amaro, zona Sul, na tarde de hoje.Alckmin citou, mais uma vez, as antigas relações do atual prefeito, candidato a reeleição pela coligação "São Paulo no Rumo Certo" (DEM-PR-PMDB-PRP-PV-PSC). "O Kassab apoiou o Pitta (Celso Pitta, ex-prefeito), o Maluf (Paulo Maluf) e agora está aliado ao Quércia (ex-governador Orestes Quércia). Não são ofensas, são fatos. É importante mostrar as companhias do candidato." Para rebater a crítica de Kassab de que estaria "nervoso", Alckmin disse que não iria perder a "postura zen". "Estou absolutamente zen, tranqüilo, em paz com minha consciência."O clima foi de otimismo durante a caminhada de cerca de duas horas do candidato da aliança "São Paulo, na Melhor Direção" (PSDB-PTB-PHS-PSL-PSDC) por uma movimentada região do Largo Treze, conhecido reduto petista. A recepção calorosa dos moradores da região surpreendeu até mesmo Alckmin, que entendeu as manifestações como "o início de uma grande virada". O clima entre os membros da equipe da campanha do candidato, ao final do trajeto, era de comemoração.Um cabo eleitoral fez um trocadilho com o nome do partido do adversário de Alckmin: "Ele é do bem, não é do DEM", gritava. O nome do prefeito foi alvo de brincadeira também de uma eleitora, que abraçou Alckmin e disse que ali não havia lugar para Marta Suplicy - "Uma Nova Atitude para São Paulo" (PT-PCdoB-PDT-PTN-PRB-PSB) - e nem para o "não sabe", em referência à Kassab.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.