Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Alckmin garante que corpos serão liberados até sábado

Governador de São Paulo afirma que trabalho para identificação dos corpos está sendo feito para terminar rapidamente

Igor Gadelha, Mateus Coutinho e Valmar Hupsel Filho, O Estado de S. Paulo

14 de agosto de 2014 | 17h40

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que a identificação das vítimas da acidente que matou o candidato à Presidência pelo PSB, Eduardo Campos, deve ser concluída entre esta sexta-feira à tarde e sábado, a partir de quando serão levadas para os respectivos Estados. Segundo ele, os corpos devem ser liberados entre dois e três dias.Evitando falar sobre política, preferiu garantir que o governo está trabalhando para identificação dos corpos termine "o mais rapidamente".

Alckmin, que concede entrevista coletiva ao lado do governador de Pernambuco, João Lyra (PSB), citou que a esposa de Campos, Renata Campos, que pediu para que todos os sete corpos fossem liberados juntos, se possível. O tucano disse ainda que a coleta de perfil genético está praticamente encerrada e que faltava apenas a coleta do parente de um dos pilotos, mas que um técnico já teria ido a Minas para que isso fosse feito.

O sepultamento deverá ocorrer 24 horas após os corpos chegarem aos respectivos destinos. Os corpos de Campos, do assessor de imprensa Carlos Percol, do fotógrafo Alexandre Severo e do cinegrafista da campanha Marcelo Lyra deverão seguir para Recife. Já o corpo do assessor político Pedro Valadares deverá ser sepultado em Aracaju. Os corpos dos dois pilotos serão levados para os Estados de Minas Gerais e Paraná. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.