Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Alckmin e Anastasia visitam interior de MG sem presença de Aécio

Em Governador Valadares, representantes tucanos atribuíram ausência à indecisão do senador de concorrer à reeleição

André Manteufel, O Estado de S.Paulo

05 Julho 2018 | 23h19

GOVERNADOR VALADARES (MG)– Os pré-candidatos do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, e ao Governo de Minas Gerais, Antonio Anastasia, aproveitaram a solenidade de abertura da Exposição Agropecuária de Governador Valadares nesta quinta-feira, 5, para cumprir com uma agenda que tem sido protocolar nas últimas eleições nacionais: visitar a região leste do Estado. No entanto, diferentemente das disputas anteriores, o encontro foi marcado pela ausência do senador tucano Aécio Neves.

Os políticos não confirmaram, mas o isolamento é uma estratégia adotada pela legenda para evitar prejuízos à imagem do PSDB nas disputas eleitorais. O senador tornou-se réu no Supremo Tribunal Federal (STF) no mês de abril, acusado de corrupção passiva por receber R$ 2 milhões, do empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, e por obstrução da Justiça nas investigações da Operação Lava Jato.

+++ Em Minas, emedebista acena por retorno de aliança com PT nas eleições 2018

Após a abertura da exposição, Alckmin negou ao Estado que a ausência do correligionário no evento tenha ligação com as denúncias, e restringiu-se a dizer que entrar em campanha será uma decisão a ser tomada pelo próprio senador. “Não estava programado de o Aécio vir. Não tem nenhum estranhamento em relação a isso. O Aécio fez um bom trabalho pelo Estado de Minas Gerais, e neste momento ele é que vai decidir os próximos passos”, afirmou o tucano, antes de deixar o Parque de Exposições.

O presidente do PSDB de Minas, Domingos Sávio, também responsabilizou a indecisão do político para justificar sua ausência na pré-campanha no interior de Minas. “Eu sempre tenho dito que nós temos respeito e gratidão pelo que o Aécio fez por Minas, pelo trabalho dele representando Minas como senador da República, mas ele ainda não decidiu se é ou não candidato a algum cargo”, afirmou. “Como ele não tomou essa decisão, é natural que ele não esteja presente num evento de pré-campanha onde está se colocando o nome daqueles que já são pré-candidatos a algum cargo. E nesse momento, o foco do PSDB, o objetivo central do PSDB, é eleger Anastasia governador de Minas.”

+++ Dilma confirma pré-candidatura ao Senado por Minas Gerais

A presença de dois postulantes ao Senado por partidos da base de apoio ao PSDB – Carlos Viana (PHS) e Dinis Pinheiro (SD) – obrigou o pré-candidato a governador a manifestar apoio aos dois políticos. Em meio aos discursos de uma vereadora de Valadares, de 12 prefeitos da Região Leste e do Vale do Jequitinhonha, de deputados, do presidente estadual do PSDB e de Anastasia, o nome de Aécio Neves não foi citado sequer uma vez.

+++  ‘Polarização não levou Minas para o lugar que deveria’, diz pré-candidato do DEM ao governo

Rio Doce

Anastasia afirmou que pretende retomar projetos na região, caso seja eleito. Ele prometeu finalizar as obras do Hospital Regional de Governador Valadares, cujas obras estão paralisadas, e focar na recuperação da bacia do Rio Doce e na duplicação da BR-381, que liga o município a Belo Horizonte. “É uma região que tem muitas necessidades. Há uma necessidade grande de infraestrutura, caracterizada pela estrada; caracterizada pelo Hospital Municipal, que está paralisado; e também pela necessidade de termos aqui o que eles chamam de uma indústria âncora, que possa diversificar a economia do Rio Doce”, disse Anastasia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.