Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Alckmin diz que seu vice será definido até sábado e não será de SP

Em Belo Horizonte, ex-governador de São Paulo afirmou que não é preciso 'correria' para a definição e que nome não será do PSDB

Leonardo Augusto, especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

30 Julho 2018 | 15h06

BELO HORIZONTE - O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, afirmou hoje, 30, a empresários de Minas Gerais, em Belo Horizonte, que seu vice será definido "sem correria", até sábado, 4, quando acontece a convenção do PSDB, e que o escolhido não será do seu partido nem de São Paulo.

"Temos bons nomes que seguirão essa linha da redução do Estado e foco no crescimento e aumento da renda". Segundo o pré-candidato, "na área federal é impressionante o que dá para reduzir em gastos. Mas é preciso estancar o déficit fiscal no Brasil, ou ele engole os esforços que fazemos para cortar esses gastos". 

O ex-governador paulista que se o senador Aécio Neves (PSDB) quiser participar da convenção nacional do partido, em Brasília, "será bem recebido". Aécio Neves é investigado no âmbito da Operação Lava Jato depois de ser flagrado em ligação telefônica pedindo recursos ao empresário Joesley Batista. O parlamentar mineiro não vem participando de agendas do partido. Segundo o presidente do PSDB em Minas, Domingos Sávio, não há definição sobre possível participação de Aécio na convenção nacional. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.