Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Alckmin diz que seu vice será definido até sábado e não será de SP

Em Belo Horizonte, ex-governador de São Paulo afirmou que não é preciso 'correria' para a definição e que nome não será do PSDB

Leonardo Augusto, especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2018 | 15h06

BELO HORIZONTE - O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, afirmou hoje, 30, a empresários de Minas Gerais, em Belo Horizonte, que seu vice será definido "sem correria", até sábado, 4, quando acontece a convenção do PSDB, e que o escolhido não será do seu partido nem de São Paulo.

"Temos bons nomes que seguirão essa linha da redução do Estado e foco no crescimento e aumento da renda". Segundo o pré-candidato, "na área federal é impressionante o que dá para reduzir em gastos. Mas é preciso estancar o déficit fiscal no Brasil, ou ele engole os esforços que fazemos para cortar esses gastos". 

O ex-governador paulista que se o senador Aécio Neves (PSDB) quiser participar da convenção nacional do partido, em Brasília, "será bem recebido". Aécio Neves é investigado no âmbito da Operação Lava Jato depois de ser flagrado em ligação telefônica pedindo recursos ao empresário Joesley Batista. O parlamentar mineiro não vem participando de agendas do partido. Segundo o presidente do PSDB em Minas, Domingos Sávio, não há definição sobre possível participação de Aécio na convenção nacional. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.