Alckmin acusa Kassab de não ter coragem e mentir

Antigos aliados, Geraldo Alckmin (PSDB) e Gilberto Kassab (DEM) trocaram farpas ao final do debate da Rede Bandeirantes. Kassab, em suas considerações finais, disse que a Educação quando Alckmin foi governador "não foi bem". Sem poder rebater, pelas regras do debate, Alckmin desabafou, visivelmente irritado, assim que terminou a transmissão: "Ele não teve coragem de me perguntar isso quando eu podia responder."O ex-governador tirou do bolso um papel rabiscado para provar que o Estado de São Paulo ficara em 4.º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em seu governo. "É mentira (que a Educação não foi bem), assim como é mentira quando ele diz que colocou R$ 1 bilhão no Metrô. Ele pôs R$ 275 milhões."Kassab negou covardia e disse que fez o comentário no final do debate por entender que era aquele o momento de fazer "alertas" aos eleitores. "Alertei o eleitor de que é muito importante olhar para o que foi feito pelos candidatos quando ocuparam cargos públicos", disse, afirmando não ter preparado a alfinetada com antecedência. "Foi muito espontâneo."Marta disse não ter visto polarização durante o debate, mas aproveitou para alfinetar Kassab. "Eu tive a intenção de mostrar as minhas propostas, de falar o que eu vou fazer, de também colocar algumas inverdades que têm sido ditas", disse, referindo-se às escolas de lata. Kassab afirmou no debate que elas foram construídas pela petista, que negou a acusação, dizendo que elas "foram feitas na administração Pitta, quando Kassab era o planejador". Marta acusou o prefeito de construir em sua gestão as "AMAs de lata", "uma na Brasilândia, outra na Penha, outra uma no Jardim Helena". "Inverdades desse tipo realmente fazem você ficar indignada", desabafou.Já o candidato do PP, Paulo Maluf, avaliou que o debate foi positivo. "Eu pude dizer a que vim, pude dizer o que eu fiz, não fui contestado em nenhuma das minhas declarações e posso dizer que vou ganhar essa eleição."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.