Ala do PT critica campanha do candidato do partido no Recife, Humberto Costa

Em carta, uma ala do PT pernambucano que inclui sete tendências fez ontem críticas à condução da campanha do senador Humberto Costa à Prefeitura do Recife e condenou os ataques contra o governo Eduardo Campos (PSB). "Com afirmativa mentirosa sobre a privatização da Compesa e aumento da tarifa, o candidato do nosso partido (Humberto) trata um aliado como inimigo", diz a carta. O grupo se refere à privatização da Compesa, que poderia aumentar a conta de água, conforme Humberto. A ala petista, que apoia o atual prefeito, João da Costa - impedido de disputar a reeleição pelo PT nacional - condena a nacionalização da disputa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.