Agostinho vira o jogo e vence disputa em Bauru com 54,30%

Caio Coube (PSDB), adversário que havia ganhado no primeiro turno, ficou com 45,70% dos votos válidos

Da Redação, com Jair Aceituno, de O Estado de S. P,

26 de outubro de 2008 | 19h04

Virando o jogo em Bauru, Rodrigo Agostinho (PMDB) foi eleito como o novo prefeito da cidade com 54,30% dos votos válidos. Seu adversário, o candidato Caio Coube (PSDB), que ganhou no primeiro turno, ficou com 45,70%, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Votos em branco somaram 1,85%, e nulos 4,14%.   Veja também: Kassab chega ao dia da eleição 19 pontos à frente de Marta Gabriel Manzano, de O Estado de S. Paulo, comenta o debate  Galeria de fotos  Especial: Perfil dos candidatos em São Paulo  'Eu prometo' traz as promessas dos candidatos  Geografia do voto: Desempenho dos partidos nas cidades brasileiras  Confira o resultado eleitoral nas capitais do País   O segundo turno, em Bauru, virou uma luta de braços entre o governo federal e o estadual. O presidente Lula posou de garoto-propaganda de Agostinho, de 30 anos, ecologista e vereador nas últimas duas legislaturas. O governador José Serra fez a campanha eletrônica de Coube, de 51 anos, empresário.   Coube venceu o primeiro turno com 71.920 votos (40,39%) e Rodrigo foi o segundo, com 57.431 (32,25%). Nas eleições de 2004, o tucano também venceu no primeiro turno, mas no segundo perdeu para Tuga Angerami (sem partido), que hoje termina o mandato. Os dois concorrentes do segundo turno já se candidataram à Câmara Federal. Coube em 2002 e Rodrigo em 2006, mas, apesar de boa votação, não se elegeram.   Durante o segundo turno a campanha radicalizou-se, com os grupos em disputa trocando acusações. O tucano acusou Rodrigo de pertencer ao mesmo grupo político que governa a cidade há 25 anos e a colocou em situação difícil. Rodrigo defendeu que tem experiência político-administrativa, como vereador em dois mandatos e secretário municipal do Meio Ambiente, enquanto o seu concorrente nunca ocupou função pública.   O peemedebista também procurou capitalizar eleitoralmente o bolsa-escola e as outras benesses que o governo federal distribui para a população carente. Segundo as pesquisas divulgadas pela TV Tem, afiliada local da Rede Globo, Rodrigo ultrapassou o tucano nas últimas duas semanas. Bauru em 233.653 eleitores distribuídos em 546 seções.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.