Agentes da Abin foram presos em PE, diz revista

Quatro agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) foram presos em operação no Porto de Suape, em Pernambuco, segundo a revista Veja. A reportagem afirma que o objetivo dos agentes era espionar o governador Eduardo Campos (PSB), potencial adversário da presidente Dilma Rousseff nas eleições de 2014.

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

16 Junho 2013 | 02h08

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência negou ontem as prisões, que teriam ocorrido em 11 de abril. A revista relata que, uma semana antes, o Estado havia mostrado que, sob o comando do GSI, a Abin espionava sindicalistas em Suape. A ação ocorria em meio a embate público entre o Planalto e Campos, que era contra a aprovação da Medida Provisória dos Portos.

O chefe do GSI, general José Elito Carvalho Siqueira, negou "veementemente" o monitoramento em Suape, mas, após o Estado publicar, dias depois, documento sigiloso da Abin que comprovava a operação, admitiu missão para vigiar o movimento sindical.

De acordo com a Veja, os quatro agentes trabalhavam travestidos de portuários, com documentos falsos, e levantavam informações que pudessem ser usadas contra Campos.

Segundo a revista, Campos se queixou a aliados do uso político da Abin a seu favor. Procurado pelo Estado, o governador não se pronunciou oficialmente a respeito, tampouco confirmou as prisões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.