Aécio diz que governo terá PSDB, PSB, PP e 'lado bom do PMDB'

Sobre os apoios polêmicos que recebeu, como o de Marcos Feliciano, ele afirmou que 'outras forças o apoiam por exclusão'

Pedro Venceslau, O Estado de S. Paulo

18 de outubro de 2014 | 10h23

PORTO ALEGRE - O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse neste sábado, 18, em Porto Alegre que seu eventual governo contará com um "núcleo" formado pelo PSDB, PSB, PP e o "lado do bom" do PMDB.  A declaração foi feita em uma coletiva onde o tucano estava ladeado por José Ivo Sartori, candidato do PMDB ao governo gaúcho, do deputado federal Beto Albuquerque (PSB), que foi candidato a vice Marina Silva, Ana Amélia, candidata derrotada ao governo do Estado pelo PP.

"A base do núcleo de um futuro governo está representado aqui nesta foto: PSDB, PSB, PP do Rio Grande e esse lado tão bom do PMDB, representado pelo candidato Sartori", afirmou. 

Questionado sobre os  apoios polêmicos que recebeu no 2° turno, como do deputado Marcos Feliciano, Pastor Everaldo e Levy Fidelix, que praticou homofobia no debate da Record, Aécio afirmou que "outras forças o apoiam por exclusão". "Fiquei sabendo do apoio do Levy Fidelix pelos jornais", afirmou. 

Tudo o que sabemos sobre:
eleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.