Aécio defende democratização da mídia e do futebol

Família de tucano é dona de duas rádios e um jornal semanal. Candidato esteve com o senador eleito Romário e afirmou que vai estimular debate sobre profissionalização da gestão dos clubes

Pedro Venceslau e Elizabeth Lopes, Enviados especiais

22 de outubro de 2014 | 20h39

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, defendeu nesta quarta-feira, 22, em Belo Horizonte, um mote histórico do PT: a democratização da mídia. Em duas entrevistas coletivas na capital mineira - uma para a grande imprensa e outra para veículos do interior -, o tucano tocou no tema por iniciativa própria.

"A regionalização da mídia é algo muito importante. Sua democratização é algo muito importante e eu quero poder, se presidente for, fortalecer a mídia do interior. Tenho o compromisso de democratizar a mídia para que os veículos do interior possam crescer." A família de Aécio é dona de duas rádios (São João e Colonial) e de um jornal semanal (Gazeta de São João Del Rei), todos os veículos de São João Del Rei, no interior de Minas.

Recentemente, o tucano foi questionado por não divulgar os gastos com publicidade do governo mineiro em suas rádios.

Futebol. O tucano também afirmou que conversou nesta quarta-feira com o senador eleito pelo PSB do Rio e ex-jogador Romário e aproveitou para defender a democratização do futebol brasileiro. "Temos de democratizar o futebol brasileiro. Vou estimular um debate sobre a profissionalização da gestão dos clubes", afirmou. Aécio sugeriu ainda que o calendário do Campeonato Brasileiro seja reformulado.

Além do apoio de Romário, Aécio também tem feito campanha ao lado do jogador Ronaldo Nazário e tem como aliado o ex-jogador de vôlei Giovane Gávio, que foi candidato a deputado federal pelo PSDB-MG.

O presidenciável disse ainda que, se eleito, terá uma relação "republicana" com o governador eleito de Minas, Fernando Pimentel (PT).

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesAécio Neves

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.