Advogado de ex-assessora diz não haver provas

Os investigados da Operação Porto Seguro negam ilícitos que lhes são atribuídos pela Polícia Federal e Procuradoria da República. O criminalista Celso Vilardi, que defende Rosemary Noronha, disse que não há nenhuma prova nos autos que a incrimine e que ela está à disposição da Justiça para todos os esclarecimentos. "A inocência de Rose ficará provada no curso da ação penal", afirma Vilardi.

O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2012 | 02h08

Marcelo Vieira sustenta que não fazia parte de quadrilha, não fez tráfico de influência e nem corrompeu servidores. "Não existe nenhum indício que indique envolvimento de Marcelo em corrupção e em pagamentos ilícitos", argumenta o criminalista Milton Fernando Talzi, que defende Marcelo. O advogado Michel Darré, defensor de Paulo e Rubens, não retornou os contatos da reportagem. Os advogados Patrícia Maciel e Marco Martorelli não foram localizados. / F.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.