A pedido de Lula, presidente decidiu participar do PED

A presidente Dilma Rousseff vai votar hoje no Processo de Eleição Direta (PED) do PT que escolherá o comando do partido para o período de 2014 até 2018. Dilma foi convencida a participar do processo pelo antecessor, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2013 | 02h12

Embora seja filiada ao PT desde 2001, Dilma não integra nenhuma corrente partidária e mantém distância regulamentar dos dirigentes da legenda.

A Executiva Nacional do PT sempre reclamou da falta de proximidade com a presidente. Dos 21 integrantes da cúpula petista, Dilma só conversa com o presidente do partido, deputado estadual Rui Falcão (SP), que será o coordenador-geral de sua campanha à reeleição.

No Rio Grande do Sul, onde construiu sua trajetória política, a presidente tem amigos na tendência Democracia Socialista, que também abriga o secretário do Tesouro, Arno Augustin.

Dilma votará na sede do Diretório Nacional do PT, em Brasília, e Lula, em São Bernardo do Campo (SP). Os dois apóiam a reeleição de Rui Falcão. / V.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.