3 PERGUNTAS PARA... José Luís Oliveira Lima, advogado de José Dirceu

1. O ex-ministro José Dirceu vai se apresentar? Tão logo haja decisão do Supremo, o ex-ministro se apresenta. Dirceu é um homem que cumpre rigorosamente a lei. Eu vou apresentar o meu cliente. Ponto. Será uma apresentação discreta. A lei diz que o estabelecimento penal tem que ficar próximo do domicílio do sentenciado. No semiaberto, vai exercer atividade normalmente. É um animal político.

José Dirceu, O Estado de S.Paulo

15 de novembro de 2013 | 02h07

2.Se faltar vaga no semiaberto? Pode levar ao regime domiciliar. O sentenciado não pode ter pena majorada por uma falha do Estado. A prisão domiciliar é prisão, sim. Por que outros têm direito e o ex-ministro não teria? Mas estamos falando hipoteticamente. Não trabalho com ilações. Vou pedir revisão criminal. Posso ir à Corte de Direitos Humanos. Dirceu não teve direito ao duplo grau de jurisdição. É violação.

3. Como o ex-ministro José Dirceu recebeu a decisão? Ele está sereno para enfrentar mais uma situação da sua intensa vida. Para mim, como advogado e amigo do Dirceu, é uma situação pesada. Sofro porque tenho grande afeição por ele. Dirceu passa tranquilidade. Um dia, ele disse: 'Juca (como o advogado José Luís Oliveira Lima é chamado pelos amigos), você tá pior que eu'.

Tudo o que sabemos sobre:
MensalãoJosé Dirceu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.