13% dos deputados se elegem para prefeituras em 1º turno

Com 11 parlamentares na corrida municipal, São Paulo foi o Estado que teve mais deputados candidatos

Agência Brasil

06 de outubro de 2008 | 14h01

Dos 92 deputados  que concorreram ao cargo de prefeito, apenas 12 conseguiram se eleger em primeiro turno, ou 13%. Do total, 14 ainda vão para a disputa em segundo turno, no dia 26 de outubro.  Com 11 parlamentares na corrida municipal, São Paulo foi o Estado que teve mais deputados candidatos. Desses, apenas dois continuam na disputa no segundo turno: Aldo Rebelo (PCdoB), vice na chapa de Marta Suplicy para a capital paulista, e Frank Aguiar (PTB), candidato ao cargo de vice-prefeito de São Bernardo do Campo. Silvinho Peccioli (DEM) e Reinaldo Nogueira (PDT) foram eleitos em primeiro turno para a prefeitura de Santana de Parnaíba e de Indaiatuba, respectivamente. Na Bahia, segundo estado com mais parlamentares candidatos - dez ao todo - dois foram eleitos no primeiro turno: Guilherme Menezes (PT) em Vitória da Conquista, e Jusmari Oliveira (PR), em Barreiras. Lídice da Mata continua na disputa no segundo turno pela vice-prefeitura de Salvador e Walter Pinheiro, que concorre à prefeitura também na capital baiana.No Rio de Janeiro, dos nove deputados candidatos, Sandro Matos (PR) foi eleito em São João de Meriti e Fernando Gabeira (PV) vai para a disputa no segundo turno na prefeitura da capital. Dos três senadores que concorriam a prefeituras - Patrícia Saboya (PDT-CE), Marcelo Crivella (PRB-RJ) e Almeida Lima (PMDB-SE) - nenhum conseguiu se eleger ou ir para a disputa em segundo turno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.