Voto errado é diferente de voto nulo

Jose Roberto de Toledo

01 de novembro de 2010 | 13h49

No Nordeste, o percentual de votos nulos no segundo turno foi quase metade do que no primeiro turno (4,67% a 8,02%). A diminuição da taxa indica que pelo menos 1 milhão de eleitores nordestinos erraram o voto para presidente no primeiro turno, provavelmente por terem que votar seis vezes e numa ordem que deixa o voto presidencial por último. Congresso e Justiça eleitoral deveriam mudar a ordem esdrúxula de votação.

Tudo o que sabemos sobre:

2010eleiçãoresultado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.