“Senhor” e “presidente” dominam discurso de despedida de Dilma

“Senhor” e “presidente” dominam discurso de despedida de Dilma

Jose Roberto de Toledo

31 de março de 2010 | 21h03

As palavras “senhor” e “presidente” foram as mais empregadas por Dilma Rousseff em seu discurso de despedida da Casa Civil da Presidência da República. Ambas foram usadas pela ex-ministra, na imensa maioria das vezes, como sinônimos formais de Luiz Inácio Lula da Silva. “Presidente” teve 34 citações, “senhor” teve 30 e Lula, 3. Foi um discurso de agradecimento, reconhecimento e reverência ao presidente e seu “governo” (14 citações).

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliar

Não podia ser diferente. Dilma deixa o governo para entrar na campanha, tendo como principal cabo-eleitoral o “senhor” “presidente” Lula. Ao citá-lo, explícita ou implicitamente, 67 vezes em seu discurso de despedida, Dilma estava também pagando uma dívida: o presidente citou centenas de vezes o nome da ex-ministra em discursos públicos nos últimos meses. E, como se pode ver aqui, depois de ela falar na cerimônia desta quarta, Lula ainda vez mais 21 citações a Dilma, em seu discurso final.

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliar

Além de reverenciar Lula, Dilma falou bastante do “povo” (19 citações), do Brasil (12) e do(s) brasileiro/a/s (10). Não por coincidência, “país” (17) e “todos” (16 vezes) acompanharam “Brasil” em número de citações. Essa repetição das palavras que compõem o slogan do governo Lula (“Brasil, um país de todos”) tem ocorrido com mais frequência na fala da candidata.

Tudo o que sabemos sobre:

2010DilmadiscursoeleiçãoLula

Tendências: